Borboleta

Borboleta

domingo, 27 de agosto de 2017

HERCÓLUBUS (HERCÓBULUS) 

27 de agosto de 2017




Eu os saúdo. 

Eu sou aquele que vocês nomeiam Hercólubus, mas vocês também me deram o nome de Nibiru, Planeta X. Meus nomes são infinitos e, no entanto, ninguém pode definir minha verdadeira Natureza.

Hoje e após vários pedidos volto a me expressar através de nossa irmã, não somente para lhes enviar todo o meu amor, lhes oferecer toda a minha Presença, mas também, por minha vez, fazer-lhes um pedido. 

Eu sei o quanto muitos de vocês estão impacientes, impacientes para me ver aparecer em seus céus, impacientes que se manifestem neste mundo diferentes elementos que virão mudar seu conhecido, mudar seus hábitos, assim como seu estado de consciência. E mesmo que isso aconteça, eu gostaria de, meus queridos amigos, convidá-los, mais do que nunca, nestes tempos intensos para cada um de vocês, a viajar no Coração do Coração, a mergulhar neste espaço, neste espaço onde nós somos apenas um, neste espaço onde aí, realmente, vocês podem me encontrar.

Eu lhes faço este pedido porque hoje, neste momento, isto é mais do que nunca essencial retornar para dentro de vocês, no interior, e isso lhes foi dito em numerosas reprises. E é bem esse o caso. 

Assim eu lhes peço, mesmo se isso possa surpreendê-los ou parece-lhes difícil, peço-lhes que parem de esperar por mim. Pois a expectativa, meus queridos amigos, assim como a esperança, afasta-os de vocês mesmos, não só isso os afasta de seu Coração, mas os afasta igualmente de minha Presença, de quem Eu Sou em realidade, e que vocês só poderão descobrir se mergulharem no Coração. 

O que vocês poderão ver em seus céus, em sua paisagem exterior, neste mundo de matéria, é evidentemente real de certa maneira. Mas não se esqueçam de que tudo isso é apenas a projeção de tudo o que se desenrola em vocês neste exato momento, nestes tempos. Não se esqueçam disso. Isto é essencial. 

Eu venho até vocês. Meu curso prossegue e será concluído em breve. Em breve nos uniremos em fogos de artifícios de Amor e de Fogo. Fogo de Alegria. Mas eu lhes peço hoje para viver esta União e este Fogo de Alegria em vocês, já. Porque mesmo que eu venha até vocês, mesmo que meu curso prossiga em seus céus, saibam que eu já estou aí e que eu nunca os deixei.

Eu gostaria meus queridos amigos, que vocês descobrissem minha verdadeira Natureza, eu gostaria meus queridos amados, que vocês retornassem a este espaço onde nunca estivemos separados. Porque este é realmente o caso.

Então, peço que vocês se afastem mais e mais dessas telas, de todas essas imagens que lhes são mostradas, onde vocês podem me ver aparecer. Porque é fácil de interpretar, enquanto o mental de um personagem está presente, enquanto a esperança e a expectativa estão ainda presentes. Então, afastem-se dessas imagens que lhes mostram suas mídias, que conhecem minha presença e minha vinda, a fim de me encontrar neste espaço do Coração, porque é aqui mesmo, acima de tudo, que nosso Encontro vai se estabelecer. 

Neste momento, eu os convido a acolher todo esse Amor flamejante que eu tenho por vocês, que é também este Amor de vocês por vocês mesmos, vocês veem. Isso é crucial. Retornem para dentro de vocês, voltem para este espaço, porque é aí que Eu Estou verdadeiramente. Assim vocês serão menos afetados por todas as perturbações que irão acontecer em seu mundo, em termos de sua paisagem exterior, eu diria. Porque que outro senão um personagem pode estar na expectativa? Lembre-se de quem vocês São e vocês conhecerão minha Verdadeira Natureza. Nossa Natureza Profunda é idêntica.

Eu estou com vocês a cada instante. Antes de me ver chegar em seus céus, chamem-me em seu Coração, desde este espaço e Comunhão, porque nós somos apenas Um neste espaço. E eu lhes garanto que, portanto, da minha chegada em seus céus, se vocês estão colocados neste espaço do Coração, se vocês me acolherem desde este espaço do Coração e não de vosso mental limitado, saibam que o Amor se implantará com tanta força que a Alegria, a Graça e a Leveza serão evidentes. 

Eis, meus queridos amigos, as palavras que eu queria compartilhar com vocês esta noite. 

Eu lhes agradeço por sua Presença e por seu Acolhimento. Recebam todo o meu Amor, e todo meu Fogo que já está em vocês e que nunca os deixou. 

Eu não lhes digo até breve, eu lhes digo até cada instante. Porque eu já estou aí, em vocês, eu sempre estive. Então, estejam na Alegria e na Leveza, regozijem-se, porque este é um tempo de Festa que está aí, sobretudo em vocês como no exterior de vocês. E é nesta União, na União dos nossos Corações, que vocês descobrirão que não há nenhuma separação. A ilusão desaparecerá para dar espaço à Verdade. É também o significado da minha vinda. 

Estejam em Paz. Eu já Estou aí e me revelo em vocês. 

Eu lhes digo até sempre e a cada instante.


***

Recebido por Séverine.











terça-feira, 29 de novembro de 2016




Clique aqui ou na imagem acima para fazer o download do PDF.

***

Poção que favorece os movimentos de energia do Verão 



- Para refrescar o sangue no período do verão 

- Lubrificar esse face a face entre a Eternidade e o efêmero.

- Ajuste entre o vibral e o vital



***


Poção:


- 1 / 2 xícara de água.

- 1/2 xícara de suco de limão( se for natural, melhor)

- 1 pitada de pó de Galanga.

- 1 pitada de coentro em pó.

- 1 pitada de açafrão em pó.


Uma vez ao dia.


***



“Mensagem de OMA Setembro/2016”







sábado, 26 de novembro de 2016

POÇÃO DE HILDEGARDE DE BINGEN 

PARA O OUTONO 





Poção que favorece os movimentos de energia do Outono. 

Para fazer até 8 de dezembro no máximo.

Para aqueles que querem favorecer a interiorização da energia

***


Tire o final do dia, uma hora antes do pôr do sol


Esta bebida é feita a partir do suco da maçã, quaisquer que sejam as maçãs, mas será melhor se a pele da maçã for vermelha / laranja, como Royal Gala, por exemplo, ou se você não encontrar maçãs amarelas como maçãs Reinetas, mas,especialmente, não maçãs verdes, tais como Granny. 

(Parece que é possível encontrar o suco de maçã específico Royal Gala...)

Poção:


- ½ copo de suco de maçã

- ½ xícara de água

- 2 pitadas de galanga

- 1 pitada de sal de aipo

- 1 pitada de gengibre (fresco é melhor, se possível: 1 pitada

gengibre ralado)


***


Tradução Célia M.
https://lestransformations.wordpress.com/2016/11/26/potion-dhildegarde-de-bingen-pour-lautomne/

sexta-feira, 25 de novembro de 2016

MENSAGENS MÊS DE NOVEMBRO 2016


"MENSAGENS MÊS DE NOVEMBRO 2016"



O IMPESSOAL


O Impessoal - Parte 1 (Link)

O Impessoal - Parte 2  (Link)


O Impessoal - Parte 3 (Link)


O Impessoal - Parte 4 (Link)


O Impessoal - Parte 5 Q/R  (Link)



***


OMA:


OMA - Parte 1 Q/R (Link)

OMA - Parte  2 Q/R (Link)

OMA - Parte 3  Q/R (Link)

OMA - Parte 4 Q/R (Link)


***

ARCANJO ANAËL Q-R  (Link)


***

ERELIM - Dragão  (Link)


***

ERIANE - Rainha dos Elfos  (Link)


***




Em Francês: 

quinta-feira, 24 de novembro de 2016

O IMPESSOAL - PARTE 2 - NOVEMBRO 2016



IMPESSOAL

Parte 2

Novembro 2016


Eu saúdo você de novo, filho eterno da Luz, e eu me instalo novamente em você a fim de cantar o canto da sua Ressurreição, a fim de cantar o canto do seu Renascimento, o canto da sua Liberdade e da Verdade. 

Instale-se em primeiro lugar no Coração do Único, em minha companhia, a fim de que juntos, nós elevemos o canto do Amor, o mais profundo dos céus e o mais profundo da Terra.

Porque nesse canto nós declaramos a Verdade na face desse mundo e nós iluminamos o que deve ainda ser nas circunstâncias desse mundo, nesse tempo preciso da Ressurreição e do Apelo de Maria.

Acolhamo-nos, cada um de nós no Coração do Único, a fim de que jorre no silêncio de suas palavras e de minhas palavras, o Verbo jorrante, o Verbo da Vida, o Verbo do Amor.

A Luz convida, de agora em diante, nas circunstâncias desse tempo da Terra, calar o que não é verdadeiro, simplesmente iluminando pelo Amor do seu Coração, vindo findar todas as resistências, vindo findar as últimas crenças e terminando todo o medo do desconhecido.

Ouça, ouça esse canto, aquele do seu Coração, aquele da Vida, aquele da Eternidade.

Esse som, coberto pelo Coro dos Anjos, canta em você como em breve ele cantará em cada recanto da Terra, em cada espaço desse mundo que Ressuscita também. 

Coloquemo-nos então juntos no Coração do Único onde o Amor é rei, onde a Vida é rainha.

Você é convidado ao banquete celeste, ao banquete da Liberdade. Eu lhe convido a lavar suas roupas no sangue do cordeiro, eu lhe convido a se despojar de tudo o que pode ainda encobrir e obstruir a clara visão do que você é. 

Ouça e escute o que seu Coração lhe diz, o que ele diz a cada um, o que ele diz a Vida, o que ele diz a face desse mundo. De sua radiância de filho renascido aqui mesmo no seio da ilusão, esse canto percorre os céus e todos os espaços de sua terra, que virão em breve se conjugar no canto do céu e da Terra, realizando a Tri- Unidade e a Nova Eucaristia, abrindo o caminho para a Mãe vir declamar-lhe seu canto de Amor, o chamado para sua Ressurreição, o chamado para seu Renascimento. 

Você que ouve, que escuta e que lê, não há mais tempo, então não espere que Maria chegue, realize seu Apelo em plena Consciência do seu Ser, do seu Eterno, como de seu efêmero. 

Não tenha medo, a Graça inunda você agora com seus benefícios. A Graça é o presente do Amor trazido a toda vida, a toda forma e a toda Consciência em todo esse mundo, mesmo na sua.

Qualquer que tenha sido seu confinamento no seio de sua vida ou no seio de suas vidas sobre esse mundo, não tenha receio. Mesmo que você não tenha vivido as premissas, mesmo que você não tenha vivido a vibração, esse banquete está aberto, ele foi elaborado para você a fim de homenageá-lo no seio de suas peregrinações, onde o sofrimento foi por vezes seu quinhão e a alegria efêmera sua única satisfação.

A Vida lhe convida de agora em diante a se voltar ao mundo, o verdadeiro, o autêntico, que permanece no fundo de você, aí onde participam os Arcanjos, aí onde participam as Estrelas, aí onde participam os Anciãos.

Você é convidado e você está convidado a vir cantar com os povos livres, para testemunhar da sua liberdade e do Amor que você é, enfim restituído. Você está entregue a você mesmo, além de toda projeção, além de toda máscara, além de toda memória, reencontrando assim a Liberdade, então que os véus se desfaçam junto de seu casulo de Luz, lhe dando a ver cada dia de maneira mais intensa e mais verdadeira.

As chaves da Liberdade não abrem nenhuma porta, porque não é necessário carregar aí onde você está, são entregues a você.

Seu veículo de transição, sua Merkabah, a título individual, como para alguns a título coletivo, se constitui do adorno da Luz, do adorno da Verdade, colocando fim a todas as hipocrisias, a tudo que é falso, a tudo o que não tem subsistência no seio da Eternidade.

Reúna-se a mim e você se reunirá. Você não tem que se mover, não tem que se deslocar, não tem que esperar, o encontro é agora, a cada minuto e a cada sopro. Só tem que se revelar em você, só o que você tem que deixar é o que deve ser deixado. A Luz lhe mostra o Caminho, a Luz lhe mostra a Verdade. Não há esforço, descanse, repouse em sua verdade onde todos os alimentos estão à disposição, onde nenhuma sede pode aparecer, onde nenhum tormento pode mesmo ser evocado.

Nesse lugar e em todo lugar, desde agora você é isso. Viver isso por você hoje é reforçar o sentido do serviço na superfície desse mundo, é permitir a outro irmão, a outra irmã onde quer que seja, na sua casa ou em outro fim do mundo, se beneficiar da sua prece e do seu acolhimento.

Assim você terá seu justo papel, aquele da Verdade, aquele da Eternidade, porque isso não é mais que um papel. Qualquer que seja a aparência nesse mundo, isso é realmente a Eternidade da sua Presença.

Eu convido você a vestir seus mais belos adornos, munido de suas Coroas, munidos de sua emanação, munido de sua Presença; então o Coração exulta em você como em cada um. Mesmo que isso não seja percebido, mesmo que isso dê o sentimento de não ser visto, a Luz sabe o que ela faz, ela conhece sua ação, mesmo que você se reconheça.

Em sua Ressurreição a fé é total e irredutível. Ela não sofre nenhuma mentira, nenhum defeito. Assim, adornados de seus adornos, resplandecendo os mil Fogos, fogo em si mesmo, você se abrasa e abrasa ao seu redor tudo que pode se opor ao desenvolvimento da sua Presença eterna no seio do efêmero. 

A Luz Una, a Luz verdadeira, aquela que só pode preenchê-lo de Alegria, que não pode deixar nada insatisfeito, se estende a partir de agora, passo a passo, em todos os lugares e não somente sobre os vórtices. A Luz se semeia e se espalha em cada ponto de seu corpo. Passo a passo, a alegria do Coração, no silêncio do seu pensamento, aplica um bálsamo a tudo isso que pode sofrer sobre esta terra. Você não tem necessidade de pensar nem de atenção, porque é o papel, além do seu papel, da Luz revelada, da Eternidade restabelecida totalmente.

Ame sem condição e sem restrição, ame com o mesmo olhar toda coisa, como todo irmão ou toda irmã. Não se limite, não refreie nada, deixe aparecer isso que se desenrola. Não há nada a demonstrar, não há nada a justificar, porque ela é Evidência, porque tudo isso é justo.

Que seu sorriso desfaça cada lágrima de seu corpo ou do corpo de um irmão ou de uma irmã. Você é o bálsamo, porque você é a Vida; você é o bálsamo porque você é a Verdade, você é a Vida.

Receba de agora em diante, de maneira incessante e permanente, o dom da Graça. A partir de agora sua presença nesse mundo é vigiar e orar permanentemente, em qualquer coisa que você faça, mesmo dormindo.

Você estandarte da Luz e chama levantada, ressuscitada, deixe o Fogo Ígneo ganhar pouco a pouco seu corpo como o corpo da Terra, como o corpo de cada um.

Descubra enfim a fraternidade. Não aquela das circunstâncias, através dos laços da amizade, da família ou da sociedade, mas a fraternidade do coração, aquela que faz você conhecer um outro da maneira a qual eu lhe reconheço, da maneira a qual você me reconhece.

Ouça-me, ouça-me verdadeiramente.

A leveza está aí. Se você se sente ainda carregado e pesado em seu coração, como na sua cabeça ou em seu corpo, então teste a liberdade do Amor, sua leveza, e ao mesmo tempo sua densidade e sua consistência. No Amor, você é tal a rocha imutável desta Terra, você é a tocha e o porta-tocha assim como o estandarte da Verdade. 

Eu sorrio em você, eu sorrio de sua Presença, de sua magnificência, de sua humildade, de sua pureza. Não há mais impurezas a ver, não há mais defeitos a ver, há simplesmente a ser. A Luz ilumina e dissolve de todas as maneiras possíveis isso que pode ainda lhe parecer confronto ou resistência na superfície desse mundo. Veja, veja nas coisas a maneira como as coisas se revelam e se desvendam, assim também no olhar que você pode colocar sobre esse mundo, que só reflete o que se desenrola em você. Onde você levar seu olhar de agora em diante, aquilo retorna a você mesmo, porque você não faz mais diferença, porque você não coloca mais distância, porque a diferença e a distância não existem mais tão simplesmente desde o instante em que o Coração está elevado nas moradas da Eternidade.

Seja vigilante sempre para seguir a Inteligência da sua Luz, seja vigilante com a leveza do que você é. E deixe o Amor transparecer além de sua pessoa, além de toda história, além de toda regra desse mundo e de toda lei desse mundo, porque nada pode resistir ao Amor.

Eu lhe digo que tudo se cumpre diante de você e em você.

A Terra vibra a partir de agora sobre sua nova dimensão. Quaisquer que sejam as aparências residuais da estrutura desse mundo confinado, essas aparências estão nesse momento mesmo em vias de ser varridas e dissolvidas na graça da Verdade. Lembre-se, não há nada a fornecer, mas simplesmente cessar todo o esforço para se dar conta da Evidência, na simplicidade, no recolhimento.

De agora em diante, cada ocasião da sua vida é uma ocasião de Luz, uma ocasião de Amor. O Amor é vasto, ele é tão vasto que não conhece nenhum limite na sua presença e na sua difusão agora. Não se demore mais nas convulsões disso que deve se desfazer, em você como no mundo. Lembre-se que o bálsamo está dentro de seu coração, que a Verdade em seu Coração, aquela que não tem que fazer justificações nem explicações. Ela está ai, no seu Coração, pronta a se revelar, pronta a se desvendar em cada circunstância, em cada encontro e em cada evento.

Ouse, ouse dar o primeiro passo que de fato é o último, porque você não terá necessidade de percorrer com os seus pés. O conjunto dos mundos está aberto a você imediatamente e instantaneamente, na perfeição do Amor. Nesta perfeição não podem existir os mistérios, só podem existir as conquistas, não podem existir as perdas. É isso que lhe é dado a ver agora, é isso que lhe é dado a viver e a experimentar. Não para demonstrar, não para mostrar, mas simplesmente para estar na sua verdade. 

Nada pode escapar do Amor, nada pode substituir o Verbo da Verdade e você sabe. Mesmo que você ignore ainda isso, você sabe; é suficiente apenas se observar, não nas suas aparências, mas em profundidade, em seu Coração do Coração. A magia do Amor opera desde agora no regime e no rendimento máximo, sem esforço, espontaneamente, com humildade e simplicidade e com potência.

Em seu Renascimento atual todos os segredos desaparecem. Em seu Renascimento atual tudo que é supérfluo desaparece por si mesmo, que isso seja nos seus humores, que seja na sua personalidade, que seja nos seus pensamentos, que seja nos seus afetos.

Há justamente estar aí, você e eu, e cada um de nós, e cada um de vocês está aí instantaneamente.

Olhe, olhe você não tem nada a esconder e nada pode ser escondido.

E aí onde nós estamos colocados, nós ocupamos de fato todo lugar, porque nós estamos em cada um de nós. Não há diferença, não há distância, há apenas a Evidência do que seu Coração lhe diz no Coração a Coração com cada um, no Coração ao Coração do todo. 

O que pode um canhão de seu mundo, o que pode não importa qual arma desse mundo diante da potência do Amor? O que pode infligir como dor qualquer ferida que seja diante da majestade do Amor? Em seu Coração você sabe que todos os possíveis estão presentes e que a palavra impossível não pode ser mesmo evocada. Então deixe cair, deixe desaparecer da sua vida e do seu corpo o que ainda até hoje poderia ser impossível. Não há limite para sua potência, porque o Amor está além da forma, mesmo que ele esteja inscrito em cada forma nesse mundo como em todo mundo.

Eu acolho com você o mais alto dos céus ao mais baixo da terra. Eu acolho em você a Evidência da Vida. Aí onde nós estamos mais nada pode ser re-confinado nem confinado. Aí onde nós estamos se realizam enfim o Juramento e a Promessa, se realiza enfim a esperança de seu Espírito, o retorno a Verdade. Onde você estiver sobre esse mundo, em qualquer situação que você se encontre, não esqueça a potência do Amor, revele-a totalmente, não retenha nada. Perceba a Majestade desses instantes que você vê sobre a terra. No Amor não pode haver a menor decepção nem o menor erro. Tudo está direito, tudo é luminoso e tudo é alegria. Onde você estiver, deixe-me ainda abençoá-lo, deixe-me ainda amá-lo ao infinito.

Assim eu me dôo a você, assim você se doa a mim, gratuitamente, sem nenhum sentido de propriedade, sem nenhum sentido de qualquer limite. Veja, veja sua própria liberdade, qualquer que seja o peso do seu coração e de seu corpo e os resíduos desse mundo.

Não há o que tergiversar, há apenas a acolher, há somente a se abandonar totalmente a graça desse instante.


...Silêncio...


Você, peregrino da Eternidade, jóia da Vida e do Amor, deixe os entraves desse mundo desaparecer por eles mesmos pela graça da sua Presença. Você não tem nada a fazer, apenas a ser, a cada minuto, a cada sopro. Quaisquer que sejam as vicissitudes, materiais ou corporais, elas não podem resistir e elas não podem se opor. Então concorde e renda-se ao que você é.

Deponha todas as armas, todas as armaduras e todos os escudos que você levantou ao redor de sua Eternidade para sobreviver no seio desse mundo e de suas leis. Mas tudo isso está agora atrás de você, quaisquer que sejam as aparências que restam, mas que cada dia desaparecerão cada vez mais. 

Eleve você e o restante aqui presente, eleve-se nas moradas da Eternidade, eleve-se aí onde jorra a Fonte de Cristal, aí onde lhe conduz a Inteligência da Luz. Uma vez saído desse mundo, você entrou em você, você entrou na Eternidade. Então não há nada a temer do que se desenrola na face desse mundo. Você não pode ser tocado, você não pode ser alterado por qualquer evento que seja. A totalidade da Frota chamada Intergaláctica dos Mundos Livres circula de agora em diante o conjunto de sua terra, a fim de assistir a esta Ressurreição, a fim de participar desse banquete celeste. Porque de tudo isso que você viveu no seio do sofrimento e da ilusão, só restará o Amor e a lembrança desse banquete celeste, gravada como jamais na sua Chama Eterna e em sua língua de Fogo, o princípio inviolável da Liberdade, o princípio inalterável do Amor.

Tudo isso se vive. Mesmo que você pense e diga não viver, eu posso lhe assegurar que você é suas Trombetas. Há simplesmente em você, talvez ainda uma latência, mas ela também será dissolvida pelo Coro dos Anjos, pelas Trombetas do céu e da Terra que lhe anunciam agora o Apelo de Maria e o retorno do gêmeo do Sol desse Sistema Solar. Não há temor senão para aquele que está apegado ao seu medo e ao seu corpo, mas mesmo isso desaparecerá sem pesar e sem dificuldade nos tempos que vocês vivem da Terra. 

Não escute, eu lhe disse, o barulho desse mundo e fique centrado no Coro dos Anjos, no Canto do Espírito e no Fogo do seu Coração. Todo resto é secundário, todo o resto é dissolvido.

Na medida em que uma chuva de graças se representa em você, vindo lhe insuflar o sentido mesmo de Eternidade, vindo insuflar sua Consciência em seu corpo com o Ar leve do Amor. A Água da Vida se escorre em você agora, em toda parte; o Fogo Ígneo progride em cada lugar de seu corpo, em cada espaço de sua Consciência.

Somos Um, não há outra Verdade para afrontar o barulho desse mundo que lhe tocará cada vez menos e que não terá nenhum efeito sobre seu Coração. Verifique, eu não lhe peço para me acreditar, mas simplesmente viver – e eu o lembro que isso é muito fácil. Esqueça pela graça do Amor todo rancor, todo carma, todo erro, a fim de que só reste a pureza de seu Coração que já está aí e que somente seu olhar pode às vezes não ver.

Então deixe o Fogo do Amor lhe fazer sorrir, lhe fazer rir, lhe devolvendo leveza e devolvendo a sua liberdade.

Juntos neste instante onde eu me dirijo a você, nesse momento exato, o Cristo deposita em você a Jóia eterna, a beatitude infinita. Somente isso é verdadeiro e ocupa todo o espaço. 

Aí está o Amor - isso que você é e o que eu sou, o que é cada um. Quaisquer que sejam as aparências não há inimigos; quaisquer que sejam as aparências não há pessoa a odiar, quaisquer que sejam as aparências tudo está perdoado. Como pode ser de outra forma na lei da Graça, na lei do Amor, e não pode haver nem pesar nem obstáculos.

Deixe o Amor amá-lo em sua inteireza, não rejeite nada. Há apenas a dissolver o que deve ser. Você não tem esforço a fazer, você não tem pedido a formular senão aquele de ser você mesmo totalmente. 

Então sim, o Cristo está em você, então sim o Cristo fala em você, e ele lhe fala de seu Coração. Ele só lhe fala de Amor porque mais nada pode merecer sua atenção.

Ouse ser livre, ouse ser tudo que você é. Esqueça simplesmente isso que você aparenta, esqueça simplesmente os papéis e as funções que você construiu para viver nesse mundo. No fundo você sabe que não existe escolha; no fundo você sabe o que você conheceu nesta terra não pode nem mesmo se aproximar do Amor que eu falo. Você só tem que, de agora em diante, se instalar definitivamente nesta qualidade de Amor.

Não esqueça, não há nada a reter nem a ter, há apenas o deixar tudo. Todas suas certezas ligadas a esse mundo e ao seu corpo não representam nada ao olhar desse que você é, e ao olhar desse que você vive agora.

Qualquer que seja a vitalidade do seu corpo efêmero, qualquer que seja sua gravidade, o Amor cura tudo e o Amor preenche tudo. A fim de que, então você possa dizer: “Eu e meu Pai somos Um”, a fim de que você também possa viver que isso que é feito ao menor entre você e entre vocês, é feito, de fato a você mesmo. Então, nesse momento, não há mais o outro e você, há simplesmente você no outro e o outro em você para fazer o milagre de uma só coisa. O céu e a Terra estão em você, o Sol está em você, o Salvador está em você. Olhe e ouça esse canto de Liberdade, esse canto de Verdade. Todo o resto é só um lixo, todo o resto só fará passar. Não rejeite nada mais, se eleve e veja.

O dom da Graça e o dom do Amor cresce a cada minuto. Não se inquiete, você pode ter tudo, porque tudo está em você. Você só aceita definitivamente sua própria revelação, qualquer que seja o rumo dos eventos desse mundo. No Coração nada mexe, tudo está aí. 

Tudo isso eu deposito no seu Coração, mas não veja um transporte porque tudo já está aí. Eu só ressôo e vibro sobre a mesma freqüência que sua Eternidade, de sua Eternidade e de sua Presença. Isso é simples, não há nada a calcular, nada a adicionar nem nada a subtrair, há justamente a multiplicar isso passo a passo. Mas isso se faz sem que você decida, porque é isso o papel da Luz e do Amor, se multiplicar ao infinito, idêntica a ela mesma, em qualquer forma que seja, e em qualquer Consciência que seja.

Ouça o canto do Amor. Ouça as Trombetas que vêm colocar abaixo os muros do firmamento, os muros da Ilusão em seu corpo, como em toda parte nesse mundo. 

Rejubile-se porque hoje, assim como você viveu, lhe é dado viver os reencontros, que isso seja na natureza, que seja com você mesmo, que isso seja com cada Consciência reencontrada em qualquer forma, que seja vegetal, animal, humana ou anjo. À parte da forma, não há definitivamente nenhuma diferença, e, sobretudo nenhuma distância.

A Verdade se estabelece dela mesma. Ela não tem necessidade de nada do que você conhece no seio de seu personagem e da sua pessoa. Deixe o novo e o desconhecido se estabelecer agora e para sempre nesse lugar de sua Presença. Dê um passo e a Luz dará dez.


... Silêncio...


Isso é agora e para sempre.


...Silêncio...


Não se fie nas minhas palavras. Elas só são uma música de fundo que permite talvez entender sua própria música, que é o canto da Liberdade, eu lembro você, que é o canto da Verdade.

Onde você estiver eu estarei, e mesmo onde você ainda não está eu lhe espero.

Não há espaço nem lugar para escapar da sua verdade. Não é um lugar onde você possa ser abrigado do Amor e, aliás, porque você iria querer se abrigar, porque é você mesmo que vem a seu encontro?

Eu só assisto no seu próprio nascimento.

Hoje muitas consciências vieram assistir ao seu Renascimento e a sua Ressurreição, simplesmente pela alegria de estar aí, pelo prazer de comungar e para ver seus olhos descerrarem, como a criança que descobre pela primeira vez o oceano. Porque esse banquete é um momento único: ocasião de nos reencontrar sem nenhuma exceção, a ocasião de cantar numa mesma voz com o Coro dos Anjos a canção do Amor.


...Silêncio...


Quando eu faço silêncio, o silêncio está em você, permitindo a majestade do instante se revelar inteiramente.

Deixe o Fogo do Amor adornar sua fronte e seu Coração do indizível.


...Silêncio...


Você que está presente aqui, neste momento, você é a Alegria, e nesta Alegria, nenhum medo pode se agarrar ou se manter. A escolha a fazer é rápida, não sofre nenhuma hesitação porque não há outra escolha que o Amor e isso de toda Eternidade. Você sabe porque você o carrega. Porque isso é você.


...Silêncio...

O Fogo do Amor não poderá jamais se esgotar nem mesmo diminuir. Ele só pode crescer, sem nenhum limite e sem nenhuma condição.


...Silêncio...


Então juntos novamente, nós nos curvamos ao mesmo tempo que nós nos restabelecemos. Nós nos curvamos diante da majestade do Amor e nós nos restabelecemos pela ação do Amor.

Lembre-se, lembre-se disso que está sempre presente, que jamais falhou, que jamais pode faltar-lhe apesar das aparências desse mundo.


...Silêncio...


Deixe-se percorrer, deixe-se atravessar por essas chamas de Amor, neste espaço que não é um, onde nada pode faltar, onde nada pode estar ausente.


...Silêncio...


Hoje você se reencontrou totalmente. Mesmo que isso lhe pareça distante, a distância é apenas ilusão, é só uma muralha ligada ao medo ou a falta de memória disso que você é. Então eu convido você a derrubar todos os muros, então eu convido você a se reencontrar.

E aí, na Morada da Paz Suprema nós comungamos na Alegria, no Caminho e na Vida e em cada um.


...Silêncio...


Eu estou com você até o fim dos tempos e bem além.


...Silêncio...


Ouça, ouça no meu silêncio o que diz o Verbo de seu Coração.

Embora você pense, você nunca estava tão pronto como neste dia; que você está liberado, que você está desperto, que você está dormindo, isso não muda nada.


...Silêncio...


E aí, sob o Fogo do Amor você vê a Evidência, você vê a Verdade porque você mesmo é a Evidência e a Verdade. 

Nenhuma de minhas palavras pode traduzir fielmente a realidade do que você é; somente o Verbo pode, mas esse Verbo coloca fim nas palavras. É por isso que agora, depois que eu falo, há esses momentos de repouso, esses momentos de silêncio. 

Então você se aparece, você se aparece em seu Coração, despojado de toda memória passada, despojado de toda projeção futura. Não há lugar para outra coisa senão o Amor.

Deixe o fogo e a vibração se expandir em você.


...Silêncio...


É aí no silêncio, o tempo é suspenso idêntico na Eternidade. Desfrute isso e seja saciado.


...Silêncio...


Conceder a liberdade a cada um, como ela lhe está sendo trazida pela própria Luz. Não julgue as circunstâncias, não julgue a forma, não julgue pelas aparências – elas não têm nenhuma densidade, mas veja o Coração.


...Silêncio...


Ouça nesse silêncio a dança do Amor. Ouça nesse silêncio a imutabilidade da Verdade.


...Silêncio...


Aí onde nós estamos, há só a Verdade. Aí onde nós nos mantemos, mais nada lhe impede.

Aí onde nós estamos, há bem mais que a soma dos universos e dos multiversos.

Aí onde nós estamos reunidos em nome do Amor e da Luz, ele está aí, o Cristo, um Cristo glorioso, um Cristo-Rei, que não é rei de nenhum mundo, mas simplesmente o rei da Verdade e o rei do Amor.

Aí está seu único reino, o reino que sustenta todos os mundos e todas as experiências de todas as Consciências.


...Silêncio...


Então mesmo os Elementos lhe mostram sua quintessência, chamas de vida elas também.

Mergulhe no Fogo de seu Coração, ele está aí; mergulhe no oceano da beatitude. O que pode você desejar de mais ou de menos? O que pode você esperar neste oceano de beatitude? O que pode faltar? O que pode ser projetado?

Veja-o como eu o vejo.


...Silêncio...


Aqui, tudo é simples; aqui tudo é verdadeiro.

Deixe a chama da sua Presença ser, revelando seu Espírito, revelando o Cristo.


...Silêncio...


Deixe seus pés receberem isso.


...Silêncio...


Você que está agora coroado da glória da Eternidade, você não pode falhar, você não pode se enganar, você não pode ser enganado.


...Silêncio...


Ame-se na medida com a qual você é amado. Lembre-se, você não tem nada a fazer, você não tem nada a projetar, você não tem nada a pedir porque isso é.


...Silêncio...


Então agora se revelando em você, de maneira total, a irradiação do Espírito Santo, a irradiação da Fonte e a irradiação do Ultravioleta.


...Silêncio...


No Amor, você é o Caminho, a Verdade e a Vida; no Amor só há o Amor que é tudo.


...Silêncio...


O Verbo do Amor ressoa em cada parcela de sua Consciência como em cada célula de seu corpo, tudo isso completando o preparo de seu reencontro com Maria.

Tudo está pronto. Como eu disse, todas as portas estão abertas. Não há mais nada a desejar, não há mais nada a buscar no momento, porque tudo está aí, porque tudo está cumprido. Você aceita sua liberdade? Você aceita sua Eternidade? Você não pode recusá-la, você pode às vezes discutir, mas definitivamente você não pode se afastar.


...Silêncio...


Tal uma rocha que está erguida, invulnerável e, portanto se estende com você mesmo como com cada um.


...Silêncio...


Quando minhas palavras são raras, o Verbo se faz carne cada vez mais, e sua própria carne, pelo Fogo Ígneo, se espiritualiza, se tornando uma densidade mais leve, onde a Transparência reina e onde a Evidência não pode ser questionada. 


...Silêncio...


Eu ouço com você ...o Verbo.

Eu participo com você...na cerimônia de sua Ressurreição.

Eu fico com você, como eu disse, pela Eternidade.


...Silêncio...


Eu vejo o sorriso que floresce em seu coração e sobre seus lábios, assinalando seu regozijo e sua alegria.


...Silêncio...


Respire. Respire a Luz. Respire a Vida.


...Silêncio...


E agora, onde quer que você esteja, nós vamos ficar juntos, em silêncio, deixando operar a totalidade da Luz.

Coloquemo-nos juntos.


...Silêncio...


Onde você está, eu estou; onde eu estou, você está.


...Silêncio...


Meu irmão de Amor, minha irmã de Amor, eu lhe chamo.


...Silêncio...


Nós estamos aí, todos, imutáveis e eternos.

Nós estamos aí com vocês.


...Silêncio...


Eu saúdo você e você é abençoado pelo Amor.

Acolha.


...Silêncio...


Eu lhe agradeço por me ouvir e por me ler, porque isso que você leu e ouviu são só suas próprias palavras e sua própria verdade.

No Amor e pelo Amor eu lhe abençôo uma última vez, por este momento, porque cada momento é de agora em diante uma bênção.


...Silêncio...


Onde quer que você esteja, permaneça assim o tempo que for necessário, o tempo que você desejar. Eu permaneço em você agora.

Eu honro sua Presença e eu lhe digo até breve.


***

Tradução Mariana Anzzelotti